Melasma X Protetor Solar – 05 dicas para cuidar da pele com Melasma

Continuando o post sobre Melasma, hoje teremos os seguintes tópicos: Melasma X Protetor Solar e 05 Dicas essenciais:

Melasma X Protetor Solar

@dratatianadiperrelli

☀ O fator que mais contribui para o aparecimento do melasma é o sol. Tanto desencadeia quanto piora.
É extremamente importante que o portador dessa disfunção evite a exposição solar sem proteção.

◾Portadores de melasma devem utilizar ao menos, 2 ou 3 camadas de filtro solar físico | FPS 50 ou mais.
◾Após a aplicação de cada camada, é importante dar algumas batidinhas para o filtro penetrar melhor (Não arraste ele).
◾Feito a aplicação do protetor físico, agora aplique o filtro solar com cor. O filtro com cor protege contra a luz visível.
◾A luz visível é considerada uma VILÃ PARA O MELASMA!
Essa luz é capaz de produzir radicais livres, que provocam alterações nas células, principalmente nos melanócitos (células da pigmentação) e nos fibroblastos. A mesma é transmitida por lâmpadas fluorescentes e iluminações artificiais (luz do computador e a claridade que entra através da janela)
◾Se você não gosta de filtro cor, pode recorrer a sua base favorita, ela também auxilia na proteção contra a luz visível.

💡Importante saber: os estudos mostram que a melhor proteção para a luz visível é feita com o pigmento óxido de ferro, que é encontrado em alguns dos filtros com cor de base, mas não em todos. E o óxido de ferro deve estar numa concentração acima de 3,0%.

💡Será que estou realmente protegida? Será que fiz tudo certo?

◾A dica é, depois do processo de camuflagem você ainda consegue ver as manchas? Se sim, você não está protegida. Volte e aplique mais uma camada generosa do filtro com cor/base.

Bônus:
◾Usar o secador de cabelo no frio ajuda a secar as camadas do filtro. (Jamais quente, o calor piora o melasma)
◾Durante o dia, reaplique apenas o filtro com cor. Os melhores para reaplicação são os pancake ou pó #AMO
A reaplicação deve acontecer a cada 2 horas, se caso você estiver exposta ao sol ou a claridade.
◾Usar sempre ANTIOXIDANTES ORAIS, a base de polipodium, picnogenol, Vit E e outros (Converse com seu DERMATO)
◾Aplique filtro solar em todo o corpo. Se você se bronzear, mesmo não expondo o rosto, seu melasma pode piorar. Ex: Se você tomar sol nas pernas, os RAIOS UV passam pela vascularização e gera uma ação Inflamatória, piorando o melasma.

05 Dicas essenciais

@dratatianadiperrelli

◾1. ABUSE DO FILTRO SOLAR.
O ponto de partida para que o tratamento de melasma tenha efeito é a proteção contra os raios solares.
💡Confira as dicas de proteção que foram compartilhadas na publicação de ontem: MELASMA X PROTEÇÃO SOLAR.

2. UTILIZE MÉTODOS FÍSICOS PROTETORES SEMPRE QUE FICAR EXPOSTO AO SOL.
Sabe-se que guarda-sol, óculos, chapéus e roupas com tecidos tecnológicos protegem a pele da radiação ultravioleta e da luz visível, tanto do sol quanto das fontes artificiais. Assim, ajudam na prevenção do melasma.

3. EVITE O ATRITO E A FRICÇÃO CONSTANTE COM O USO DE LENÇOS DEMAQUILANTES, ESCOVA DE LIMPEZA E ALGODÃO.
Quanto mais você esfregar a pele, mas ela vai sensibilizar e pigmentar o melasma. Utilize suas mãos de forma leve e delicada, para passar a água micelar, demaquilante ou o cleasing oil.

4. FIQUE ATENTO AOS FATORES QUE AGRAVAM O MELASMA. 
Desregulação da tireoide, uso de pílula anticoncepcional e algumas medicações especificas que podem gerar pigmentação na pele, como é o caso da Minociclina, que é bastante utilizada no tratamento da acne.

5. TRATAMENTOS DERMATOLÓGICOS.
É claro que todas essas dicas ajudam a prevenir o Melasma, mas não há nada melhor do que consultar sua dermatologista, para que ela avalie as características da sua pele e indique o melhor tratamento. Inclusive, para casos mais graves, há tratamentos mais aprofundados como peelings, microagulhamento e clareamento a laser que diminuem as manchas.

Fonte: @dratatianadiperrelli

Lembrando que nenhum artigo de internet substitui a visita ao consultório dermatológico.

 

Postado por
Janaina

Continue Lendo

You may also like

Melasma – Características e Curiosidades – Mitos e Verdades

Continuando os artigos sobre cuidados com a pele, a Dra. Tatiana Di Perrelli publicou em seu Instagram vários posts de um especial sobre o Melasma. Como nem todo mundo tem conta no IG, resolvi reunir todos as publicações em 02 posts. O conteúdo está maravilhoso. No primeiro post, veremos as Características e curiosidades e os Mitos e verdades sobre o Melasma.

MELASMA

Se já ficamos preocupados com qualquer manchinha que aparece em nosso corpo, imagine ter uma mancha enorme no rosto de tom amarronzado? Só quem luta contra o melasma sabe o quão difícil é manter a disfunção sob controle. O melasma não traz nenhum dano à saúde, mas deixa muita gente doente psicologicamente, devido à beleza física e aos padrões estéticos de atualmente.
Embora não exista cura para esse problema, existem formas de controlar os sintomas com tratamentos, que podem ser feitos em qualquer época do ano.

Características & Curiosidades

@dratatianadiperrelli

Também chamado de cloasma, o melasma é uma manifestação caracterizada por manchas escuras na face que podem variar em intensidade. Por ser um distúrbio crônico, o portador desta disfunção deve seguir protocolos de tratamento e prevenção contínuos, pois, mesmo quando apresenta melhora, pode piorar facilmente ao faltar com os cuidados.
◾Sintomas:
Manchas escuras ou acastanhadas começam a aparecer na face, principalmente nas maçãs do rosto, testa, nariz e lábio superior (o chamado buço). Pode ocorrer também o melasma extrafacial, com aparecimento das manchas escuras nos braços, pescoço e colo. As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas (iguais nos dois lados).
◾É mais comum em mulheres entre os 20 e 50 anos, porém também pode afetar os homens. O seu surgimento geralmente está relacionado à gravidez ou ao uso de anticoncepcionais hormonais (pílula) e tem como fator desencadeante a exposição da pele ao sol.
Além dos fatores hormonais e da exposição solar, a tendência genética e características raciais também influenciam o surgimento do melasma.
💡”A pele negra é mais propensa ao melasma do que as peles mais claras. Como existe uma maior concentração de melanina na pele negra, ela acaba sendo mais suscetível ao surgimento dessas manchas.”

💡Uma curiosidade que pouca gente sabe: O melasma é dividido em 03 tipos 🙄
• Melasma epidérmico:
Quando há depósito aumentado de pigmento através da epiderme (camada mais superficial da pele).
• Melasma dérmico:
Caracterizado pelo depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos.
• Misto:
Quando se tem excesso de pigmento na epiderme em certas áreas e na derme em outras regiões.

◾É importante ressaltar que o melasma não tem nada em comum com o melanoma (câncer de pele), compartilhando apenas alguns fatores de risco. Portanto, o melasma é benigno. A disfunção, em si, não causa complicações mais graves para a saúde do paciente. O que acontece, muitas vezes, é uma piora na saúde mental, em decorrência do desconforto estético causado pela doença.

Mitos & Verdades

@dratatianadiperrelli

A GRAVIDEZ PODE PIORAR AS MANCHAS.🔸(VERDADE)
O melasma pode surgir ou sofrer alterações por questões hormonais e, como a quantidade dessa substância circulante durante a gravidez aumenta, é comum o agravamento do quadro nesse período. A progesterona e o estrógeno, por exemplo, estimulam a produção de melanina e o aparecimento das manchas.

PÍLULA ANTICONCEPCIONAL AGRAVA O MELASMA.🔸(VERDADE)
Em algumas pessoas a pílula pode agravar o melasma, uma vez que contêm hormônios em sua formulação.

O ÁCIDO TRANEXÂMICO É INDICADO PARA O TRATAMENTO DO MELASMA.🔸(VERDADE)
O ácido tranexâmico é um medicamento bastante recomendado no tratamento do melasma. Ele inibe a produção da melanina pelos melanócitos, e também contribui na diminuição dos vasos sanguíneos da região tratada, que também contribui para o clareamento.

DEPILAÇÃO PIORA O MELASMA.🔸(PARCIALMENTE VERDADE)
Os métodos depilatórios, de um modo geral, podem causar irritação na pele local e criar um processo inflamatório que pode estimular a produção de melanina. Porém, se o seu melasma estiver sob controle, os métodos de depilação que causam menos trauma podem ser realizados (Fio egípcio e até mesmo laser, dependendo da tecnologia e os parâmetros).

A HIDROQUINONA PODE PIORAR O MELASMA.🔸(PARCIALMENTE VERDADE)
A hidroquinona é considerada padrão ouro no tratamento contra o melasma. Porém, o tratamento a longo prazo pode trazer alguns danos. Seu uso contínuo pode causar um quadro de dermatite de contato, o que leva a um processo inflamatório local e piora do quadro. Além disso, ela pode causar, em alguns pacientes, áreas de despigmentação localizadas.

◾MICROAGULHAMENTO NÃO É INDICADO PARA MELASMA.🔸(MITO)
Através das pequenas perfurações causadas durante o microagulhamento, e com a associação do Drug delivery, é possível a redução da pigmentação de manchas, especialmente do melasma. Estudos recentes mostram melhora considerável em manchas de melasma resistentes a outros tratamentos. O procedimento deve ser realizado por um médico dermatologista TREINADO na técnica. O trauma provocado no procedimento deve ser modesto, e existe um tamanho de agulha predeterminado para realização da técnica em portadores de melasma.

 

Fonte: IG @dratatianadiperrelli

 

Postado por
Janaina

Continue Lendo

You may also like

Visita ao consultório dermatológico – Novidades

Olá internet, tudo bem?

Sei que estou um pouco (“um muito”) ausente aqui, porém minha ausência se deve a cuidados com a saúde, estou “bem” mais preciso de cuidados.

(…)

Estou devendo um post para vocês dos produtos que uso na minha pele do rosto durante o dia e a noite (em breve libero ele aqui), porém, início desse mês, o meu Vichy Idéalia (que usava na rotina diurna) acabou e como faço acompanhamento com dermatologista, fui logo agendando meu retorno para atualizar meus produtos diários (não compro produtos sem recomendações médicas).

Eis que algo me deixou feliz durante a consulta, a Dra. Ana Carolina (CRM-MG 45010) me informou que o melasma que tenho na pele, está bem controlado e que as manchas reduziram bastante. Vocês sabem que o melasma não tem cura (você não dorme com o melasma na pele e acorda sem ele), porém tem controle.

Imagem: Google

Durante a consulta, ela sinalizou que estou com Rosácea (nas bochechas) bem de leve e que vamos continuar com o tratamento do melasma e dando uma atenção especial a vermelhidão da pele (rosácea). Esse “problema” ainda é novidade pra mim, ela me falou que pode aparecer devido a genética, consumo excessivo de pimenta, chocolate, estresse… Não tem uma causa específica, mas tem tratamento para controlar. Em breve trago um post com mais detalhes para vocês.

Aproveitei a consulta e mostrei meus cabelos, que são super finos (parece cabelo de criança) e  com algumas falhas no couro cabeludo (sempre foi assim =/ ) e volume zero. E antes de receitar qualquer medicação, foi solicitado exame de sangue (hormônios) para identificar a necessidade de algumas vitaminas no meu organismo.

No próximo post, irei mostrar a minha nova rotina de cuidados com a pele e os produtos recomendados para essa nova etapa do tratamento.

Lembrem-se, a visita ao consultório dermatológico é muito importante, nenhum artigo de internet substitui a visita ao consultório, o que trago aqui é o que deu certo para o meu tipo de pele.

Visitem o site da Kutiz Beauté, os melhores dermocosméticos em um só lugar.

Acompanhem o Blog SOS da Beleza no IG: @blogsosdabeleza

Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto é só enviar um e-mail para: blogsosdabeleza@gmail.com

Postado por
Janaina

Continue Lendo

You may also like

Afinal, o que é Melasma?

Já falei diversas vezes aqui que tive uma forte alergia no rosto e que a mais de um ano faço tratamento na pele. Porém a última vez que me consultei com minha dermatologista, ela me falou que eu estava com início de melasma. Já tinha ouvido falar em melasma mas nunca me foquei em o que era essa “doença”. Diversas dúvidas vieram na mente: Afinal, o que é melasma?  Porque surge? Como identificar? Tipos? Como tratar? Tem cura?

Por isso resolvi trazer esse post para o Blog.

Afinal, o que é melasma? 

o que é melasma

O melasma é um aumento da melanina que confere um tom acastanhado em regiões localizadas da pele (manchas), normalmente aparecem no rosto, mas pode ocorrer em outras áreas expostas ao sol, como braços e colo. É mais comum em mulheres entre os 20 e 50 anos, porém também pode afetar os homens (10% dos casos são registrados no sexo masculino).

A gravidez é o período mais comum de aparecimento das manchas, e nesses casos pode ser chamado de cloasma gravídico. Depois que surgem as manchas, elas apresentam caráter crônico, com períodos de melhora e de recidiva.

Porque surge?

img-malasma

Não há uma única causa definida para o melasma, mas sabe-se que ele está relacionado principalmente à exposição solar, mas também ao uso de anticoncepcionais e algumas outras medicações, fatores hormonais, predisposição genética, algumas doenças (ex: hepatopatias) e à gravidez.  A exposição ao sol, faz com que a luz ultravioleta estimule os melanócitos (que produzem os pigmentos de cor da pele, a melanina). Apenas uma pequena quantidade de exposição solar pode fazer com que o melasma retorne, mesmo em uma pessoa que já o tratou anteriormente, e essa é uma das principais razões de porque os casos aumentam no verão.
Como identificar:
 11
Antes de tudo é essencial a visita ao consultório do seu dermatologista.
Geralmente começam a aparecer manchas escuras ou acastanhadas na face em áreas expostas, principalmente nas maçãs do rosto, testa, nariz, lábio superior, têmporas, lateral dos braços e colo. As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas.Muitas vezes, as pessoas relacionam o surgimento da mancha ao uso de algum creme, um procedimento de depilação com cera, acidentes domésticos com calor ou forno, mas todas essas possibilidades são apenas “mitos”, não comprovados cientificamente.
Tipos:
news-melasma
  • Melasma epidérmico: Quando há depósito aumentado de pigmento através da epiderme (camada mais superficial da pele).
  • Melasma dérmico: Caracterizado pelo depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos.
  • Misto: Quando se tem excesso de pigmento na epiderme em certas áreas e na derme em outras regiões.
Ainda há três tipos comuns de padrão facial de melasma, o malar (maçãs do rosto), centrofacial (testa, bochechas, acima do lábio, nariz e queixo) e mandibular, conforme a região em que aparece.
Como tratar:
07739410-1d8e-4d65-ac51-d357b33a869b
Existem diversos tratamentos para o melasma, todos querem eliminar as manchas do rosto, mas alguns cuidados são essenciais e sem eles dificilmente se alcançará bons resultados:
  1. Evitar se expor ao sol: esse é o principal cuidado no tratamento de melasma. O sol é o principal responsável pelo seu surgimento.
  2. Usar Filtro Solar adequadamente: para um bom tratamento do melasma o Dermatologista provavelmente vai te prescrever um filtro com boa proteção UVB (FPS) e UVA (PPD). Você deve reaplicar várias vezes ao dia. Ideal a cada 2 ou 3 horas.
    Os tratamentos para melasma variam, mas é importante que o paciente sempre se proteja contra os raios ultravioleta e a luz visível, além de procedimentos para o clareamento e uso de medicamentos tópicos e/ou orais. O protetor solar deve ter FPS mínimo de 30 e um PPD mínimo de 10.

Tem cura?

chemical-peel

 

Não existe “cura” para o melasma, mas existe tratamento/controle. Por isso a importância de sempre usar protetor solar até em dias mais frios, pois os raios solares nesses dias também são prejudiciais a pele. Tem resenha aqui sobre o protetor solar de alta proteção da La Roche-Posay e dicas para cuidar da sua pele no inverno. 

Confira também a importância do uso do protetor solar até em lugares fechados.

 

Existem diversos fóruns na internet com esse tema, porém nada substitui uma consulta ao dermatologista, pois só ele pode te dar um diagnóstico real;

Espero que tenha esclarecido algumas dúvidas e em breve trago novos artigos sobre pele.

Não deixem de acompanhar o Blog nas principais redes sociais.

1436390475_facebook1436390791_Instagram1436390642_twitter

Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto é só enviar um e-mail para:blogsosdabeleza@gmail.com.

Grande beijo e até o próximo post.

Fonte: Google, Juro Valendo, Dias de Sol, Querida vida saudável, Ler saúde, Derma Doctor, Dermatologia.Net, Dra. Cíntia Cunha, Derm.com, Dr. Alexandre Lima;

Postado por
Janaina

Continue Lendo

You may also like