Melasma – Características e Curiosidades – Mitos e Verdades

Continuando os artigos sobre cuidados com a pele, a Dra. Tatiana Di Perrelli publicou em seu Instagram vários posts de um especial sobre o Melasma. Como nem todo mundo tem conta no IG, resolvi reunir todos as publicações em 02 posts. O conteúdo está maravilhoso. No primeiro post, veremos as Características e curiosidades e os Mitos e verdades sobre o Melasma.

MELASMA

Se já ficamos preocupados com qualquer manchinha que aparece em nosso corpo, imagine ter uma mancha enorme no rosto de tom amarronzado? Só quem luta contra o melasma sabe o quão difícil é manter a disfunção sob controle. O melasma não traz nenhum dano à saúde, mas deixa muita gente doente psicologicamente, devido à beleza física e aos padrões estéticos de atualmente.
Embora não exista cura para esse problema, existem formas de controlar os sintomas com tratamentos, que podem ser feitos em qualquer época do ano.

Características & Curiosidades

@dratatianadiperrelli

Também chamado de cloasma, o melasma é uma manifestação caracterizada por manchas escuras na face que podem variar em intensidade. Por ser um distúrbio crônico, o portador desta disfunção deve seguir protocolos de tratamento e prevenção contínuos, pois, mesmo quando apresenta melhora, pode piorar facilmente ao faltar com os cuidados.
◾Sintomas:
Manchas escuras ou acastanhadas começam a aparecer na face, principalmente nas maçãs do rosto, testa, nariz e lábio superior (o chamado buço). Pode ocorrer também o melasma extrafacial, com aparecimento das manchas escuras nos braços, pescoço e colo. As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas (iguais nos dois lados).
◾É mais comum em mulheres entre os 20 e 50 anos, porém também pode afetar os homens. O seu surgimento geralmente está relacionado à gravidez ou ao uso de anticoncepcionais hormonais (pílula) e tem como fator desencadeante a exposição da pele ao sol.
Além dos fatores hormonais e da exposição solar, a tendência genética e características raciais também influenciam o surgimento do melasma.
💡”A pele negra é mais propensa ao melasma do que as peles mais claras. Como existe uma maior concentração de melanina na pele negra, ela acaba sendo mais suscetível ao surgimento dessas manchas.”

💡Uma curiosidade que pouca gente sabe: O melasma é dividido em 03 tipos 🙄
• Melasma epidérmico:
Quando há depósito aumentado de pigmento através da epiderme (camada mais superficial da pele).
• Melasma dérmico:
Caracterizado pelo depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos.
• Misto:
Quando se tem excesso de pigmento na epiderme em certas áreas e na derme em outras regiões.

◾É importante ressaltar que o melasma não tem nada em comum com o melanoma (câncer de pele), compartilhando apenas alguns fatores de risco. Portanto, o melasma é benigno. A disfunção, em si, não causa complicações mais graves para a saúde do paciente. O que acontece, muitas vezes, é uma piora na saúde mental, em decorrência do desconforto estético causado pela doença.

Mitos & Verdades

@dratatianadiperrelli

A GRAVIDEZ PODE PIORAR AS MANCHAS.🔸(VERDADE)
O melasma pode surgir ou sofrer alterações por questões hormonais e, como a quantidade dessa substância circulante durante a gravidez aumenta, é comum o agravamento do quadro nesse período. A progesterona e o estrógeno, por exemplo, estimulam a produção de melanina e o aparecimento das manchas.

PÍLULA ANTICONCEPCIONAL AGRAVA O MELASMA.🔸(VERDADE)
Em algumas pessoas a pílula pode agravar o melasma, uma vez que contêm hormônios em sua formulação.

O ÁCIDO TRANEXÂMICO É INDICADO PARA O TRATAMENTO DO MELASMA.🔸(VERDADE)
O ácido tranexâmico é um medicamento bastante recomendado no tratamento do melasma. Ele inibe a produção da melanina pelos melanócitos, e também contribui na diminuição dos vasos sanguíneos da região tratada, que também contribui para o clareamento.

DEPILAÇÃO PIORA O MELASMA.🔸(PARCIALMENTE VERDADE)
Os métodos depilatórios, de um modo geral, podem causar irritação na pele local e criar um processo inflamatório que pode estimular a produção de melanina. Porém, se o seu melasma estiver sob controle, os métodos de depilação que causam menos trauma podem ser realizados (Fio egípcio e até mesmo laser, dependendo da tecnologia e os parâmetros).

A HIDROQUINONA PODE PIORAR O MELASMA.🔸(PARCIALMENTE VERDADE)
A hidroquinona é considerada padrão ouro no tratamento contra o melasma. Porém, o tratamento a longo prazo pode trazer alguns danos. Seu uso contínuo pode causar um quadro de dermatite de contato, o que leva a um processo inflamatório local e piora do quadro. Além disso, ela pode causar, em alguns pacientes, áreas de despigmentação localizadas.

◾MICROAGULHAMENTO NÃO É INDICADO PARA MELASMA.🔸(MITO)
Através das pequenas perfurações causadas durante o microagulhamento, e com a associação do Drug delivery, é possível a redução da pigmentação de manchas, especialmente do melasma. Estudos recentes mostram melhora considerável em manchas de melasma resistentes a outros tratamentos. O procedimento deve ser realizado por um médico dermatologista TREINADO na técnica. O trauma provocado no procedimento deve ser modesto, e existe um tamanho de agulha predeterminado para realização da técnica em portadores de melasma.

 

Fonte: IG @dratatianadiperrelli

 

You may also like

Vamos interagir? Deixe aqui seu comentário